Detalhes do Evento Cordis UpHill

Inscrições abertas.

Clique  Aqui e se inscreva.

 

  Caracterização do ambiente em que acontece o Cordis Uphill 2.0 O percurso do Uphill localiza-se na porção sul do município de Cordisburgo – MG, entre as Serras do Dico Barril e do Maquine, onde a geomorfologia apresenta cenários distintos, com relevo composto por serras, colinas e vales com vertentes inclinadas a fortemente inclinadas. A hipsometria do percurso apresenta elevação máxima de 980 metros no topo da serra do Maquine e mínima de 700 metros no vale do ribeirão da Onça. A topografia do percurso é 40% plano e 60% montanhoso. O percurso cruza áreas de vegetação de área de transição entre os biomas Cerrado e Mata Atlântica. A vegetação é composta por capoeira no topo dos morros com presença de mata seca (floresta estacional semidecidual), vegetação do cerrado com inúmeras espécies frutíferas, matas de galerias e matas ciliares preservada nas bordas das drenagens, cursos d’águas intermitentes e no ribeirão da Onça. Durante o percurso são observadas espécies florestais nobres tais como o ipê amarelo, cedro rosa, sucupira, jacarandá, jatobá, pereiro e entre outras. O clima atuante na região de Cordisburgo é classificado como mesotérmico (Cwa), onde a temperatura média anual é de 22 °C, com média mínima de 16 graus e média máxima de 28 °C. Também apresenta verões quentes e chuvosos e invernos secos. A precipitação média anual varia de 1250 mm a 1500mm, com a estação chuvosa entre novembro a março. Todo percurso do Uphill, ocorre sobre área de ocorrência de rochas carbonáticas (calcário), que após sofrer com ações do intemperismo por milhões de anos, esculpiram cenários único e formas deslumbrantes. Durantes o percurso passará por arcos de rochosos, paredões e afloramentos com formas variadas, resultado a ação da água e do tempo. Perfil de elevação Médio   Ambiente e Mapeamento de trilhas

MAPA DA REGIÃO E PERCURSO DA PROVA

 

      A Cordis Radical deseja a todos uma ótima prova.